Homens, posso dizer?

Homens, posso dizer?

Postado em:
Blog - Formação
- 11/06/2020 19:08:53

Há uma criatura, a mais bela de todas... Uma criatura que foi formada por uma das costelas de Adão, “Dorme, meu filho - Diz o Senhor -, dorme.”

E logo que essa alma encantadora, e, pudica noiva do adormecido Adão pisou nessa terra, fez com que brotasse “vida” em toda a criação e na alma do homem.

O homem então desperta, contempla nela a sua perfeição e exalta-se repleto de amor.

Ó quanto júbilo trouxe essa criatura para Deus e para toda a Sua criação...

Nosso Criador encantado com sua obra, quis enriquecê-la com a dádiva de ser co-participante da criação da alma humana, e a fez mãe, tornando a sua natureza sobrenatural. Nada nesse mundo, mesmo depois de milênios de existência, é mais emocionante e misterioso que o nascimento de uma vida humana, daquele ser perfeito sendo formado no ventre daquela criatura maravilhosa, que arranca suspiros do Criador.

Deus se apaixonou tanto pela alma feminina, que desde de sua criação já sonhava com a Imaculada, a mãe do Redentor. Que alegria essa criatura lhe trouxe, a rainha do céu e da terra. E quantas vezes o Espírito Santo inspirou os profetas e apóstolos para proferirem palavras de imenso afeto às mulheres e especialmente às mães?

“Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti” Isaías 49, 15.

Porque vos digo tudo isso, homens?

Caríssimos filhos de Adão deste século, venho fazer um apelo: Vejam essa imagem e contemplem a riqueza e nobreza de uma mulher católica.

Sei que o mundo vos estimula o tempo todo ao pecado, à devassidão, ao erro e confusão... E a alma feminina está sendo dilacerada neste século, por isso peço: Socorram-nos. Estamos sendo sucumbidas pela impureza, pelo roubo da nossa feminilidade, da nossa fertilidade, da nossa vocação... Já não somos mais as três chamas do lar, mas sim uma criatura deformada pelo mundo.

Sabem o que o mundo faz com as mulheres humildes, puras, dóceis e que buscam a santidade? Vocês sabem? Não somos mais as pérolas do mundo, nem somos as donzelas que inspiravam cavalheiros à lutar e desbravar o mundo pela oportunidade de conquistar a nossa mão. Não temos dignidade para o mundo, eles zombam de nós, gostariam que fôssemos para a lama viver como porcas junto à eles, na imundície dos pecados e no ódio de nosso tão bondoso Criador.

O que somos hoje? Somos obscurecidas por mulheres mundanas, que talvez sejam inocentes instrumentos daquele anjo decaído, que tanto odeia essa criatura perfeita. E como esse anjo nos odeia, nos fere e busca de toda forma nos destruir... Vocês podem imaginar?

Homens, lembrem-se, eu vos imploro, quando avistarem uma dessas criaturas tão belas por aí, que o Criador fez de seu ventre um terreno fértil e receptáculo da vida imortal, e que não deves profaná-lo jamais. Lembrem-se que essas criaturas, que foram feitas para auxiliá-los, são filhas de Maria, e que representamos a sua mãe terrena, a sua irmã, afilhada, sobrinha, filha... Antes de jogar-lhes um olhar impuro, uma palavra impura, um ato impuro, por favor se lembrem de quem somos, mesmo que nós mesmas possamos nos esquecer.

Admirem essa mulher, vejam a preciosidade da mulher forte... Aquela que luta bravamente contra todas as ciladas do mundo, que permanece firme, que mesmo com tantos atrativos e prazeres que o mundo oferece à mulher livre e moderna, decide morrer e se sacrificar no lar oculta, para quantos filhos Deus o enviar e dependente e submissa a um homem. E ao contrário, tenham repulsa e desprezo pelas mulheres libertinas. Honrem as pérolas do mundo, e ignorem as que vivem como porcas.

As mulheres do mundo podem ter muitos atrativos, mas somente a criatura segundo os desígnios de Deus podem proporcionar a alegria e paz ao coração do seu amado e eterno adormecido: Adão.

“Acorda, rei do mundo, eis que a sua noiva aguarda às bodas”.

Acorda, homem católico, eis que a mulher católica aguarda a sua conquista, o seu reconhecimento, a sua devoção e todo o seu amor.

Categorias

Fique informado!

+ Posts

O Estudo das Moças
O Estudo das Moças
Sentimentalismo ou amor?
Sentimentalismo ou amor?
Ladainha ao Preciosíssimo Sangue de Jesus
Ladainha ao Preciosíssimo Sangue de Jesus
A Mulher Católica
A Mulher Católica
Resenha do livro A Mãe de Santa Terezinha
Resenha do livro A Mãe de Santa Terezinha

Receba novidades por email

E-mail cadastrado com sucesso.