Resenha - O livro da esposa

Resenha - O livro da esposa

Postado em:
Blog - Clube de Leitura
- 20/01/2020 17:38:39

Obra escrita por Paulo Combes (1856-1909),  um escritor francês que criou a tetralogia intitulada “Biblioteca da Mulher”. Seu primeiro livro denomina-se “Livro da Esposa”, o qual apresenta de maneira clara e educacional como cumprir seu dever de esposa e tornar feliz a vida conjugal.

 

É notório e de concordância geral que o papel da mulher na sociedade constitui um grande valor, desde a influência do seu trabalho no princípio da educação do homem até a felicidade em conviver em um lar onde a mulher dedica-se inteiramente a ser companheira de seu marido. Para auxiliá-las nesta grande tarefa é que esta literatura foi desenvolvida.

 

Neste livro, noivas e esposas podem encontrar conselhos que respeitam a dignidade da mulher, os quais lhes irão conduzir a construir a harmonia do lar, comportando-se segundo a moral católica.

 

Como esposa, a principal preocupação que deve ter a mulher é ser verdadeiramente a companheira do seu esposo; amá-lo, torná-lo feliz, fazer-se amada por ele e assim construir a felicidade mútua.

 

Para alcançar esses fins, deve a esposa buscar conhecer profundamente ao seu marido, estudando seus hábitos, seu humor e seus gostos. Assim ela conseguirá, a partir disso, harmonizar seu caráter com o dele. Dessa maneira também estará ao alcance da esposa prever as necessidades do seu marido, adiantando-lhe quase tudo o que necessita.

 

O autor sugere como a mulher deve amar o seu marido, vendo-o como o companheiro de toda a sua vida, como um amigo que para ela significa tudo. Irá a esposa trabalhar incansavelmente em tornar seu marido feliz, trazendo-lhe constantes alegrias e satisfações. A partir disso, culminará a esposa em ser amada por seu marido, cumpridora de seus deveres e buscando sempre agradar-lhe. Garantirá ela a admiração e o afeto de seu companheiro.

 

O livro apresenta ainda as qualidades que deve possuir a esposa e dá a direção de como passar a tê-las a partir de seu esforço e vontade. A esposa deve possuir muitas qualidades, dentre as quais certas práticas que facilitarão muito a prosperidade e a tranquilidade do lar; para isso buscará ela ser boa dona de casa, fazendo tudo com capricho e economia.

Em suas qualidades morais, deverá a esposa estudar e controlar seu temperamento buscando aperfeiçoá-lo e torná-lo equilibrado com o de seu marido. Procurará ela ter sempre seu humor inalterado, aperfeiçoará suas virtudes, principalmente a paciência, a bondade e a dedicação. Deve atentar-se também para a sua intelectualidade, mostrar interesse ao que fala o marido e saber sustentar com ele uma boa conversa.

 

O livro também chama atenção para algo a que a esposa deve dar muita importância, que é o cuidado com a estética, dentro do que prescreve a modéstia cristã: buscar estar bela e apresentável em seu vestuário, e também para com a decoração da casa, ter bom gosto e cuidado com a manutenção dos aposentos, lembrando ainda que não se faz necessário o luxo, mas sim o bom gosto e a vontade de agradar.

 

Este livro, que é dedicado a leitura para as mulheres que se preparam ou que vivem o matrimônio, pretende fornecer-lhes uma ajuda e direção para compreenderem como desempenhar de maneira eficaz toda sua missão.

 

Para receber esta obra faça sua assinatura aqui.

Categorias

Fique informado!

+ Posts

O Estudo das Moças
O Estudo das Moças
Sentimentalismo ou amor?
Sentimentalismo ou amor?
Ladainha ao Preciosíssimo Sangue de Jesus
Ladainha ao Preciosíssimo Sangue de Jesus
Homens, posso dizer?
Homens, posso dizer?
A Mulher Católica
A Mulher Católica

Receba novidades por email

E-mail cadastrado com sucesso.