Resenha - O livro da Mãe

Resenha - O livro da Mãe

Postado em:
Blog - Clube de Leitura
- 20/03/2020 19:01:23

Obra escrita por Paulo Combes (1856-1909), um escritor francês que criou a tetralogia intitulada “Biblioteca da Mulher”. O terceiro livro de sua coleção intitula-se “O Livro da Mãe” e descreve com grande afetação a responsabilidade deste papel, e com generosidade mostra o caminho de acerto para importantes pontos deste essencial emprego, quiçá o mais importante da vida humana. 


É sabido e de acordo unanime que muitas são as obrigações dadas a uma mulher, porém neste livro destaca-se como de incomparável grandeza e sobressai-la as outras tarefas o cargo de mãe, dado a sublimidade que expressa.


A leitura discorre em um texto onde multiplicam-se deveres da mãe porém em uma linguagem que exala o bom senso de quem antes observou a vida prática para bem compreender os meios, e as dificuldades onde estão submersas as leitoras. Por tanto os conselhos dados neste compêndio são em sua totalidade atingíveis por todas as mães, sem exigência alguma de pré-requisito. Todas que, dotadas de boas intenções e confiadas na capacidade com a qual Deus as formou atingirão o que almejam em conformidade com a mesma Santa Vontade. 


Grandezas, alegrias, dores, deveres da maternidade são as principais lutas para as quais foram designadas, mas lembrando que foram bem dotadas para este fim. 
Ao longo desta obra veremos descritos o melhor meio de bem preparar-se para a maternidade, as maneiras de como deve a mãe amar seu filho, sobre tudo como bem amá-lo. Também são descritas as obrigações materiais, intelectuais e morais que cabem a ela fazer notar nos filhos. 


Este filho ao qual cabe a mãe educar, deve ela fazê-lo na mais ampla acepção do termo. Deve preocupar-se em educá-lo fisicamente, isto para que possa tornar-se forte e saudável, com uma alimentação adequada o qual lhe torne resistente contra enfermidades e seja apto a longevidade. 
Deve educá-lo para crescer na verdade, segundo a doutrina católica, onde possa ter a inteligência iluminada para o certo e errado e construindo um bom domínio ao próprio raciocínio.


Este filho precisa ser educado nas virtudes, e neste ponto coube todo um capítulo demonstrando o quão os exemplos são indispensáveis para a construção desta formação. Só no fortalecimento das virtudes é que pode se garantir um bom caráter e para quando não mais da mãe depender e governar as próprias decisões ser capaz de escolher o que é bom e santo. 


Os filhos devem ser educados para Deus, isto se inicia desde os primeiros dias de vida, imergindo este recém nascido num lar inteiramente católico, piedoso donde todas suas impressões primeiras sejam de elevação. 


Educar para Deus, este é o principal ponto deste livro, fazer com que seja lembrado que não só dá ao filho a vida a este mundo, mas esta sob a responsabilidade da mãe dar a vida eterna aos que Deus lhe confiou. Não foi apenas para sobrevivência física que em seu colo chegou este pequeno ser, mas para direção da alma à eternidade. 


A mãe depende o futuro do homem, e a mãe católica é chamada para formar os verdadeiros santos, constituintes de uma sociedade santa, tem ela esta missão.

 

Para receber esta obra faça sua assinatura aqui.

Categorias

Fique informado!

+ Posts

Resenha O Livro da Dona de Casa
Resenha O Livro da Dona de Casa
Resenha - O livro da esposa
Resenha - O livro da esposa
Uma palavra acerca da agricultura
Uma palavra acerca da agricultura
Resenha livro Imitação da Santíssima Virgem
Resenha livro Imitação da Santíssima Virgem
Resenha Livreto Santa Mônica - Mãe de Santo Agostinho
Resenha Livreto Santa Mônica - Mãe de Santo Agostinho

Receba novidades por email

E-mail cadastrado com sucesso.